Conceitos de modelagem de dados

      Nenhum comentário em Conceitos de modelagem de dados

Antes de falar sobre modelo Conceitual, Lógico e Físico, convém lembrar primeiro o conceito da modelagem de dados.
Porque modelar? O que é um modelo de dados?

A Modelagem de dados é utilizada basicamente para documentar a especificação das regras de negócio e as estruturas de dados de um banco de dados.
É um componente importante no ciclo de desenvolvimento de um sistema de informação e é vital para o resultado do projeto.
Fazer um modelo ou simplesmente modelar dados consiste em desenhar as entidades lógicas e suas dependências lógicas entre estas entidades.

Modelar um banco de dados envolve uma série de aplicações teóricas e práticas, visando construir um modelo de dados consistente, não redundante e perfeitamente aplicável em qualquer sistema de gestão de banco de dados moderno.

O Modelagem Conceitual é o primeiro modelo a ser desenvolvido e é ele que deve ser usado para envolver o cliente.
Este modelo é muito fácil de compreender, não há limitações ou uma aplicação de tecnologia específica.
Neste modelo já pode ser utilizado o diagrama de Entidade e Relacionamento (DER), onde é identificado todas as entidades (tabelas) e os relacionamentos entre elas.
Com o diagrama fica compreendido o modelo conceitual de dados.

Diferentemente do modelo conceitual, o Modelo Lógico leva em conta regras e algumas limitações, implementando recursos padronizados.
Neste modelo, já é possivel definir os atributos que serão chaves primárias e chaves estrangeiras, tomando como base a estrutura que foi definida anteriormente no modelo conceitual.
Ainda referente ao modelo lógico, é opcional utilizar nomenclaturas “amigáveis” para os atributos (há controvérsias), mas desde que seja obedecido um padrão.
Mas ainda neste momento, não se está sendo levado em conta limitações impostas por um banco de dados específico, ou seja, atende a um banco de dados supostamente “genérico”.

Na Modelagem Física, deve-se levar em conta todas as regras e todas as limitações impostas pelo banco de dados escolhido.
Deve ser levado como base o modelo criado anteriormente, o modelo lógico, obedecendo padrões, regras e todas as validações possíveis.
É a partir deste modelo que fisicamente deve estar espelhado o seu banco de dados final.
Pode-se dizer que é uma documentação mais técnica e é específica para um determinado banco de dados.

Espero que o conteúdo aqui esteja de fácil entendimento.
Qualquer dúvida, deixe seu comentário.

Até a próxima!

Deixe uma resposta